Historial

A AICIA – ASSOCIAÇÃO PARA A INTEGRAÇÃO DE CRIANÇAS INADAPTADAS DE AROUCA, é uma  Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, que opera no âmbito do concelho de  Arouca, voltada para o apoio a cidadãos portadores de deficiência e suas famílias.

Caracterização do meio:

Arouca é um concelho com 16 freguesias distribuídas pelos seus 328 Kms2 de área. A vila de Arouca e  sede do concelho, onde está sedeada a AICIA, dista da cidade do Porto e da de Aveiro, a cujo distrito  pertence, cerca de 50 a 70 kms, consoante as estradas percorridas.

No vale de Arouca, verdejante e fértil, vive a maior parte da população do concelho, de entre a qual, a mais idosa, se dedica ainda às actividades agrícolas e a mais jovem se emprega nos Serviços Públicos e nas Instituições, na Construção Civil e nas indústrias da região, ou nos concelhos vizinhos do litoral.

A população portadora de deficiência reside um pouco por todo o concelho, mas com alguma predominância nos lugares mais afastados, sendo necessário percorrer mais de 20 kms para chegar às residências mais isoladas onde vivem.

Um pouco de HISTÓRIA da AICIA:

A AICIA foi constituída em 1987, voltada para os alunos das Escolas do Ensino Primário (1º Ciclo) com necessidades especiais de aprendizagem.
Depressa se preocupou com a problemática da deficiência mais grave e profunda, área que em Arouca estava completamente descurada.

Nasceu num gabinete e cresceu para um pavilhão que se foi ampliando.
Ao longo destes 29 anos, a sua Direcção, à medida que se foi apercebendo dos muitos problemas de deficiência existentes no concelho de Arouca, estabeleceu Acordos de Cooperação com o Centro Distrital de Solidariedade e Segurança Social de Aveiro, organismo governamental dependente do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Construiu de raiz as actuais instalações do edifício sede, com cerca de 2.000 m2 de área coberta, concluídas em 1999, onde funcionam algumas das Valências da Instituição, nomeadamente o Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) e o Atendimento/Acompanhamento Social/Apoio Domiciliário (AAS), bem como diversas terapias, nomeadamente Psicologia, Terapia da Fala e Terapia Ocupacional.

Foi instalando Lares Residenciais em apartamentos alugados até ser possível iniciar a construção de mais adequadas instalações, em terrenos adquiridos, no seguimento do edifício sede.

Em 2009 foi concluída a construção do 1º Lar Residencial, actualmente com capacidade para 28 utentes;

No início de 2015 entrou em funcionamento o Lar Residencial 2, actualmente com capacidade para 18 utentes.

Está em... Início Historial